Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

No ano em que morreu o rei Uzias. Qual a relação de Uzias e Isaías?

Profeta Isaías, pintura de Fra Bartolomeo. Embora bela, a arte renascentista não retratou a cultura hebraica com fidelidade. Isaías com certeza tinha barba
Um leitor, ou leitora, escreveu para mim as seguinte perguntas:

"Irmão, me esclareça uma dúvida se puder. Por que o ministério de Isaías só teve início no ano da morte do rei Uzias? O que tinha a ver Uzias com o profeta Isaías? Obrigado."

"No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi também ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e a cauda do seu manto enchia o templo" - Isaías 6.1. No Antigo Oriente, a morte de um monarca, muitas vezes, representava uma crise política séria, que envolvia a sucessão de trono. A morte do rei Uzias por ser marcante serviu de referência para anunciar quando o ministério profético de Isaías teve início, que seria em 740/739 a.C, e terminou durante a campanha de Senaqueribe, por volta de 701/868 a.C.

Segundo as informações das páginas bíblicas, Isaías e Uzias não possuíram parentesco, apenas viveram na mesma geração. 

Uzias, também conhecido como Azarias, foi rei de Judá durante 52 anos, entre 808-9 a 756-7 a.C, filho de Amazias, que chegou ao trono aclamado pelo povo (2 Crônicas 26.1).

Isaías, considerado um dos mais ilustres dos profetas, foi homem casado e pai de duas crianças, viveu com sua família em Jerusalém (Isaías 7.1-3; 8.3-4; 37.2).  Era filho de Amós, que deve ser distinguido do profeta de mesmo nome (Isaías 1.1, 2.1), que por conseguinte seria irmão do rei Amazias. Assim, uma tradição afirma que Isaías seria de sangue real, primo legítimo do rei Uzias e neto do rei Joás. Mas não há certeza se essa tradição é verdadeira, pois o nome de seu pai era muito comum.

E.A.G.

Contrapondo a arrogância com a humildade
É válido oferecer a outra face ao espancador?
Isaías e Habacuque - o clamor por avivamento na igreja atual
Relatos de um cientista: boas razões para acreditar em Deus

22 comentários:

suely ceruci disse...

Tão bom aprender sobre a Bíblia,não é?..E ensinar também faz parte daquele que se diz servo do Senhor..
Boa postagem!
suely
http://sbertoncini.zip.net

Eliseu Antonio Gomes disse...

Sueli.

Com toda certeza, é um prazer aprender a Palavra de Deus, e dentro das minhas possibilidades, procuro transmitir o que aprendi.

Certa vez, fui repreendido pelo Senhor. Me sentia incapacitado e não saber nada, e dentro do meu coração "trovejou": o pouco que sabe é muito aos que realmente sabem nada!

Glórias a Deus por tudo.

Abraço.

fabio carcelen disse...

Obrigado irmão . Glórias a Deus pela sua vida .muito edificante .

gisela disse...

Gostei mt,aprendi bastante,Deus te abençoe.

Julio Cezar disse...

Amem

Eliseu Antonio Gomes disse...

Julio Cezar

Que seja assim. Amém

Gisela

A Bíblia é uma fonte inesgotável do saber.

Fabio

Que Deus seja sempre glorificado, não só em nossas vidas, mas na de todos os cristãos.

Chirlane disse...

É muito bom aprender mais sobre a bíblia, Examinar as escritura pq por trás de um capítulos tem sempre uma história para descobrimos.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Chirlane.

"Meus irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo" - Tiago 3.1.

Com certeza, é ótimo conhecer as Escrituras, pois ela é a Palavra de Deus.

Oremos pelas pessoas que a ensinam!

Abraço, com a paz do Senhor.

Anônimo disse...

Desculpe se eu estiver errado, mas o tempo do reinado do rei Uzias foram de 55anos, e não de 52 anos, eu li em 2 Crônicas cap:26verso 3, os professores que me corrige se errei. A Paz de Deus.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Caro anônimo.

"Tinha Uzias dezesseis anos quando começou a reinar, e reinou cinqüenta e dois anos em Jerusalém. E o nome de sua mãe era Jecolia, de Jerusalém" - 2 Crônicas 26.3.

Deus continue abençoando você.

Sueli Paiva disse...

Muito boa a explicação. Foi esclarecedor ler esses textos. Obrigada pela colaboração. Deus te abençoe.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Sueli.

Obrigado por divulgar sua opinião.

Deus continue a abençoar você.

Gilberto disse...

Eliseu;é provável que Elias tenha deflagrado uma tremenda crise ,quando mata 400 sacerdotes de Baal.Badezir rei de Tiro e sidon governa por apenas seis anos em meio a uma crise,e é forçado a abandonar o reino Fenício ficando em seu lugar seu irmão Matenes,Badezir,Matenes,e Jezabel eram filhos de Jetbaal ou Yetbaal(pelo nome provavelmente rei e sacerdote)Os fenícios eram exímios marinheiros possuiam entrepostos comerciais por todo o mediterrâneo e viajavam para além das colunas de Hércules(gibraltar)Badezir parte com boa frota com muitos que lhe eram fiéis.Existem relatos gregos que ajudam a revelar o destino que tomou...

ademilson ramos lopes disse...

Muito Fort devemos mesmo estuda abiblia pedi o espirito santa para nos orienta amem

Eliseu Antonio Gomes disse...

Caro Gilberto.

Confesso que preciso me aprofundar mais no contexto histórico.

Peço que me perdoe, pois demorei a responder.

Obrigado por sua participação.

Abraço

Eliseu Antonio Gomes disse...

Ademilson.

Pois é, precisamos, mesmo, estudar a Bíblia, absorver seu conhecimento, assim como o faminto devora o prato de comida e o sedendo aprecia a abundância de água.

Abraço.

Francisco Belchior disse...

A paz do Senhor...Quanto ao parentesco de Isaías e Uzias, o Talmude diz que Isaías era filho de Amoz, irmão de Uzias....portanto de acordo com o talmude, eram primos...não vou garantir nem quero questionar, apenas acrecentando informações para que possam ser avaliadas. Obrigado

Eliseu Antonio Gomes disse...

Olá, Francisco.

Obrigado por sua participação.

Você está certo em não considerar a informação do Talmude, sobre o parentesco entre Isaías e Uzias como algo garantido.

A paz do Senhor.

Paulo Sérgio Gonçalves disse...

"No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi também ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e a cauda do seu manto enchia o templo" - Isaías 6.1. No Antigo Oriente, a


A paz do Senhor
Na minha tradução não diz eu também vi mas sim eu vi o Senhor assentado em um alto e sublime trono
Oque eu eu acho interessante é que ,Isaias profetiza do cap. 1 ao capítulo.6 como um Leão como a boca de Deus,mas no cap.6 Deus se manifesta ele, Isaias era profeta mas um profeta Bajulador,que só pode vê a Glória de Deus com a morte de seu primo o Rei Uzias que morreu Leproso
Uzias reinava mas não aparecia em público,mas recolhido em uma casa separada e seu filho recebia as instruções do pai até que ele morreu
Deveria ter sido uma frustração para Isaias ver Uzias se Exaltar e ficar leproso
Podemos Chamar Rei Uzias de engenheiro bélico
Isaias pelo menos viu a glória de Deus
E se converteu,e ainda foi purificado
Glória a Jesus
O contrário de Balaão que também era de linhagem real mas prefiriu os presentes de Balaque


Paulo Sérgio Gonçalves disse...

Obrigado por essa explicação homem de Deus
Deus te abençoe

Paulo Sérgio Gonçalves disse...

Algumas pessoas dizem que Amós e Amoz não eram Mesmas pessoas ,Mas oque eu vejo aqui é que se forem pessoas diferentes ,eles viveram em Judá no mesmo ano,sendo que quando vemos no livro de Isaías encontramos Amós com (z ) no livro do profeta Amós tem (s) no final
Porém a palavra de Amós foi destinado a Israel e não a Judá no cap.01...
Algumas pessoas dizem que Amoz tinha parentesco com Uzias
Oque está me parecendo que Amoz e Amós são as mesmas pessoas,não tenho certeza ..
Alguém pode me ajudar?

Eliseu Antonio Gomes disse...


Paulo Sergio.

Pois é, antes do profeta Isaías ver o “alto e sublime trono”, suas profecias diziam “ai de ti”, e quando viu a glória do Senhor caiu por terra e disse “ai de mim, que estou perecendo”. Por quê? Porque a santidade de Deus é como uma luz que revela os nossos pecados.

Realmente, existem duas pessoas que, na grafia da Língua Portuguesa seus nomes são parecidos, os tradutores da Bíblia convencionar a distinguí-los pelas consoantes s e z: Amós e Amoz. Porém, em hebraico existe uma diferenciação mais acentuada.

Amós (significa Condutor de Carga; Carga Pesada; Fardo Levantado), o profeta da tribo de Judá, cuja missão dirigia-se as dez tribos do reino do norte; era pastor e lavrador (Amós 7.10-17). Autor do livro que se intitula pelo seu nome e se encontra na coleção Os Doze Profetas Menores. Ele profetizou nos reinados de Uzias, rei de Judá, e de Jeroboão II, rei de Israel, que reinaram paralelamente por 36 anos. É interessante o relato encontrado em seu livro no capítulo 7.10-13, quando o Senhor ordena que deixe Samaria e retorne à Judá, neste trecho parece que Deus põe fim ao seu ministério profético para aquela geração e ele passa a escrever o livro, com vista às gerações futuras. Seu livro é citado duas vezes no Novo Testamento, por Estevão (Atos 7.42-43) e por Tiago (Atos 15.16-18).

Amoz (significa Forte ou Firme), o pai do profeta Isaías (Isaías 1.1; 2 Reis 19.2.). Existe pouca informação sobre ele na Bíblia, apenas o detalhe sobre a paternidade.

Abraço.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.