Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Os personagens Amós e Amoz na Bíblia



Recebi a seguinte solicitação no dia 18 passado, na postagem No ano em que morreu o rei Uzias. Qual o parentesco de Usias e Isaías?:
"Algumas pessoas dizem que Amós e Amoz não eram a mesma pessoa. Mas o que eu vejo é que, se foram pessoas diferentes, eles viveram em Judá no mesmo época,sendo que quando lemos no livro de Isaías encontramos Amós com letra "Z" e no livro do profeta Amós com "S" no final. (...) Algumas pessoas dizem que Amoz tinha parentesco com Uzias. O que está me parecendo que Amoz e Amós são as mesmas pessoas, não tenho certeza. Alguém pode me ajudar?
Paulo Sergio Gonçalves, 18 de agosto de 2017, 23h21.
A resposta:

"Realmente, existem duas pessoas que, na grafia da Língua Portuguesa seus nomes são parecidos, os tradutores da Bíblia convencionam fazer a diferenciação entre eles pelas consoantes S e Z: Amós e Amoz. Porém, em hebraico existe uma diferença mais acentuada. 

1. Amós (significa Condutor de Carga; Carga Pesada; Fardo Levantado).

Profeta da tribo de Judá, sua missão dirigia-se às dez tribos do reino do norte; era pastor e lavrador (Amós 7.10-17). Autor do livro que se intitula pelo seu nome e se encontra na coleção Os Doze Profetas Menores. Ele profetizou nos reinados de Uzias, rei de Judá, e de Jeroboão II, rei de Israel, que reinaram paralelamente por 36 anos. 

É interessante o relato encontrado em seu livro no capítulo 7.10-13, quando o Senhor ordena que deixe Samaria e retorne à Judá, neste trecho parece que Deus põe fim ao seu ministério profético para aquela geração e ele passa a escrever o livro, com vista às gerações futuras. Seu livro é citado duas vezes no Novo Testamento, por Estevão (Atos 7.42-43) e por Tiago (Atos 15.16-18). 

2. Amoz (significa Forte ou Firme), o pai do profeta Isaías (Isaías 1.1; 2 Reis 19.2). Existe pouca informação sobre ele na Bíblia, apenas o detalhe sobre a paternidade. 

Abraço."

E.A.G.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

A importância da propagação da Palavra de Deus

Na Bíblia Sagrada existem algumas descrições da ação da Palavra sobre o ser humano. Mas, entre todas as descrições quero destacar duas:

Hebreus 4.12: “ Pois a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados. Ela vai até o lugar mais fundo da alma e do espírito, vai até o íntimo das pessoas e julga os desejos e pensamentos do coração delas” (NTLH);

Jeremias 23.29: “A minha mensagem é como fogo, é como a marreta que quebra grandes pedras. Sou eu, o SENHOR, quem está falando” (NTLH).

Sempre que me deparo com esses dois versículos, eu me lembro do depoimento de um homem, que se desviou dos caminhos do Senhor em sua mocidade. Ele envolveu-se em bebedeira, andou por anos pelas ruas como um sem-teto. Nesta situação caótica, numa determinada ocasião em que dormia numa calçada, a ventania trouxe-lhe uma folha de jornal velho e fétido. Ele pegou aquele papel e seus olhos chegaram até um canto onde havia um espaço cuja publicação era o texto da passagem bíblica A Parábola do Filho Pródigo, seguida do comentário da pessoa que pagou para que aquilo estivesse publicado ali. A leitura encheu seu coração de ânimo e logo se levantou daquele local com a intenção de procurar uma igreja evangélica, ao chegar lá se reconciliou com Deus. Reconciliado com o Senhor, não muito tempo depois se reconciliou também com a família e reintegrou-se no seio familiar como esposo e pai.

Longe das diretrizes da vontade do Senhor, mesmo que aparentemente feliz, a alma vive em tédio constante. Se não ama a Deus, não ama a si mesmo e ao próximo, o ser humano parece ser menos humano do que é. 

A Palavra de Deus é como o sopro de ar fresco aos que sentem falta de ar, ela tem o poder de edificar almas. Por este motivo sinto prazer em citá-la em minha Linha do Tempo no Facebook, dar destaque a ela em meu blog, incluí-la em conversas, apesar de alguns criticarem o costume - inclusive irmãos em Cristo (não consigo entendê-los a razão da crítica).

Sou testemunha ocular de que a Palavra de Deus age como martelo que esmiúça argumentos de corações de pedra. Sei que a Palavra entra em nossos corações e direciona nossas intenções aos rumos corretos. Então, não posso deixar de ser uma pessoa incentivadora da citação da Palavra de Deus. Espalhe-a, sempre. Divulgue-a em tempo e fora de tempo, em todos os dias que o Senhor permitir que continue vivo. Cite-a tanto na esfera virtual quanto na presencial.

E.A.G.

domingo, 13 de agosto de 2017

O regulamento bíblico para a troca de opinião na Internet


Por Peter Aiello
Tradução livre: Eliseu Antonio Gomes
 
"Ora, é necessário que o servo do Senhor não viva a contender, e sim deve ser brando para com todos, apto para instruir, paciente, disciplinando com mansidão os que se opõem, na expectativa de que Deus lhes conceda não só o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade, mas também o retorno à sensatez, livrando-se eles dos laços do diabo, tendo sido feitos cativos por ele para cumprirem a sua vontade" - 2 Timóteo 2.24-26.

Por estes dias, tenho feito diversos comentários sobre artigos publicados na Internet, e assim descobri que aquilo que Paulo disse, frase registrada na passagem das Escrituras acima exposta, é tão relevante agora quanto era há dois mil anos atrás.

Todo aquele que se apresenta como servo do Senhor carrega consigo a dedução que sua vida está pautada pelo fruto do Espírito (Gálatas 5.22-23). Sem a frutificação espiritual o restante é difícil de ser realizado.
 
Questionar enfaticamente ou brigar é um comportamento que põe fim a qualquer troca de ideias significantes entre as pessoas. Quando alguém se manifesta de maneira repulsiva a uma de minhas postagens colocadas na Internet, e eu considero importante responder a todos os comentários, não reajo com o mesmo tom que foi usado para mim. Usar a gentileza para com todos é a estratégia para não cair em situações de troca de insultos; ao contrário disso, precisamos permanecer na condição de "estar apto para ensinar, agindo com brandura aos opositores". Nestes casos, se a pessoa replica a resposta dada a ela, em geral notamos que o seu tom não é mais tão conflitante como antes.

Tenho em minha mente que o propósito da troca de postagens é sempre ensinar. Além disso, considero que haverá outras pessoas lendo a conversa, e que o meu comentário se estenderá para mais gente, não será lido apenas pela pessoa a quem envio o meu texto. Se o que pretendemos dizer é algo que julgamos importante, então devemos manter a troca de postagens até que tenha concluído o que queremos dizer. Muitas vezes poderá acontecer de recebermos uma resposta que induz a conversa para uma direção que não era a proposta inicial da troca de mensagens. E isso pode ser proveitoso.

Uma circunstância que precisamos considerar é o fato de que não temos condição de controlar o desdobramento resultante do final da conversa. Assim que termina, Deus é quem faz o restante. Nós ficamos "na expectativa de que Deus lhes conceda não só o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade, mas também o retorno à sensatez, livrando-se eles dos laços do diabo, tendo sido feitos cativos por ele para cumprirem a sua vontade" (2 Timóteo 2. 25b, 26). Quando ponderamos que Deus cuidará da situação, a pressão desaparece de nós. Entenderemos que não há necessidade de sentir culpa ou irritação pelo fato de a pessoa, aparentemente, não ter aceitado bem as nossas argumentações. Deus é capaz de lidar com eles de um modo que apenas Ele sabe. As distâncias entre os internautas faz com que não saibamos qual é o real impacto que as nossas conversas provocam em quem as lê. Isto é como a semente posta no solo, a planta e seus frutos são conhecidos depois. Agora, nosso trabalho é semear a Palavra, sabendo que Deus sempre usará a nossa boa disposição como Ele quiser.

"Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei. Saireis com alegria e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cânticos diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas" (Isaías 55.10-12). Devemos sair "com alegria e em paz". Não seremos alegres e nem conheceremos a paz se guardarmos o peso do resultado das conversas que estivemos envolvidos.

Inclusive, até a natureza se enche de regozijo quando difundimos a Palavra de Deus, pois "a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora" (Romanos 8.21-22).

Fonte:
Charisma Magazine - charismamag . com/ sponsored-content/ 33464 - biblical - internet - etiquete

sábado, 12 de agosto de 2017

Feliz Dia dos Pais (aos pais e filhos!)

Transforme o próximo domingo em um Dia dos Pais mais que especial para seu pai e para você.

Você liga o televisor ou rádio, folheia páginas de jornal ou revista, navega em um site virtual qualquer e logo encontra o que não procura: vê centenas de artigos publicitários tentando persudi-lo a comprar determinado produto para presentear o seu pai no próximo domingo. E não é preciso relembrar que acontece o mesmo em outras datas comemorativas do ano: Dia das Mães; Dia das Crianças; Natal e etc.

O que os publicitários não transmitem é dizer aos filhos e filhas que existe algo mais importante do que o relógio caro, a peça de roupa nova, a carteira, a gravata, o perfume, e qualquer outro presente que se possa dar.

Que no próximo Dia dos Pais, você que ainda tem um pai para chamar de seu, entenda que o seu velho sente uma carência constante, que precisa ser demonstrada em todos os dias em que ele viver, não apenas em um café da manhã, almoço roda de conversa vespertina regada com aperitivos de uma data de confraternização marcada em calendários. Tal espécie de demonstração perpassa todas as classes sociais. Tanto o pai que representa as pessoas da classe média alta, quanto o pai que é pobre ou está abaixo da linha pobreza possuem a mesma necessidade. Então, que os filhos de pais ricos e filhos de pais pobres, saibam que possuem capacidade de suprir tal carência paterna.

O que você deve e tem condições de presentear ao seu pai no próximo Dia dos Pais?

a - Sua companhia, mesmo que ele tenha sido um pai distante em sua vida;
b - Abraço caloroso, apesar de ele não ter sido alguém tão afetuoso quanto você quis que fosse;
c - Compreensão, embora você tenha muitas vezes se sentido incompreendido por ele;
d - Paciência, ainda que ele não tenha sido paciente.

E, para você que não tem mais a presença física de seu pai entre nós, saiba que jamais perderá a presença do Pai celeste, que é o nosso pai perfeito. Queira dizer ao Pai celeste que o ama de verdade, faça isso com palavras e gestos de amor ao próximo, constantemente. Lembre-se que apesar de Deus não ser o Ser visível, Aquele não pode ser tocado, é plenamente perceptível no coração de todas as almas que aceitaram a Cristo como Senhor e Salvador. Ele se faz sentir aos que se comprometem a conhecer e obedecer aos mandamentos de Jesus. Sim, o Pai celeste comparece na vida das pessoas que recebem o Salvador sendo o Deus que transforma o que há de ruim em bênçãos. Ele é totalmente edificante, efetivo. Tal sentimento da presença divina se faz através das bênçãos entregues à alma sofrida: alívio à alma cansada; respostas à alma confusa; paz aos que estão machucados com conflitos diversos.

Enfim, queira ser o filho ou a filha que quebrará os laços negativos da relação familiar no próximo Dia dos Pais. Se possível, olhe nos olhos do seu pai, que talvez já possua o rosto e o resto do corpo marcado pelo cansaço físico pelos muitos anos vivido, e diga-lhe que deseja amá-lo mais do que já amou. Não se importe se seu pai responda com aparente indiferença ou dúvida quando declarar-se, afinal, neste mundo frio e calculista, não é comum encontrar filhos dispostos a consertar relações complicadas.

Faça a sua parte, e deixe que o tempo se encarregue de fazer a dele. As relações amorosas não são construídas em um minuto só, são dias e mais dias, tal qual a semente posta no solo, que requer os seus cuidados para se transformar em uma árvore frondosa. Então, feliz Dia dos Pais, felicidade plena aos pais e aos filhos!

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

A posição da Bancada Evangélica sobre a suposta corrupção passiva de Michel Temer


Uma parcela da imprensa brasileira aponta à Frente Parlamentar Evangélica, do Congresso Nacional do Brasil, como se fosse influenciado pelos grupos de deputados ruralistas e da segurança pública. É fato que existe uma junção de forças entre as três bancadas, porém, se o tema é de interesse consensual, triplo, e não por haver imposição de uma sobre as outras duas. Evangélicos de diferentes partidos, legislam de maneira sistemática contra o direito ao aborto, etc, sem se deixar mover por integrantes das frentes ruralista e da segurança pública, cujos integrantes, não todos eles, se posicionam em sentido contrário. 

Grande parte da Bancada Evangélica é composta por crentes da Assembleia de Deus, Igreja Batista e Universal do Reino de Deus.

Diferente dos casos de Dilma Rousseff e Fernando Collor de Melo, no dia 2 de agosto passado, o plenário da Câmara dos Deputados não abriu sessão com o propósito de decidir sobre um impeachment. Ouvi muita gente equivocada, pensando que era, não sabiam que a sessão de votação aconteceu devido ao fato de haver as delações de executivos do grupo J&F, controlador da JBS (que vende carnes da marca Friboi), contra Michel Temer; não estavam informados que em junho Temer foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal pela Procuradoria-Geral da República por corrupção passiva, e que o Supremo Tribunal Federal só pode analisar a denúncia se a Câmara deixar.

Em outras palavras, era o posicionamento dos deputados federais possibilitando ou vetando a ação dos ministros do STF para julgar o presidente Michel Temer, enquanto no cargo da presidência do Brasil. É até prosaico lembrar que Temer não escapará do julgamento quando deixar o cargo, em 31 de dezembro de 2018.

Cidadãos equivocados chegam a acusar a Bancada Evangélica de proteger Temer, em suas supostas ações criminosas. A Frente não se vendeu. Assisti aos trabalhos de votação inteiro, que se estenderam ao longo do dia e terminaram por volta de 22 horas, fiz questão de ver cada chamada nominal, argumento e voto de todos os parlamentares presentes. Os políticos evangélicos votaram para que Temer não fosse julgado pelo STF de imediato, lembrando que o presidente não escapará do julgamento após terminar seu mandato.

Houve uma troca de interesses, sim. Porém, a troca de interesses não foi algo do tipo propina. Pelo contrário, de maneira conjunta os deputados que integram a Frente exigiram coisas de interesse da pauta na qual se elegeram, por exemplo, algo que beneficie o andamento de projeto de lei e aprovação de lei contra a legalização do aborto. Isto é, se fizeram representar por quem os elegeu.

E.A.G.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.